Democratização da arte está entre as bases do Festival

Democratização da arte está entre as bases do Festival

“Festival para todos.” A frase que estampa o cartaz do 27º Festival de Curitiba é muito mais do que o tema que inspira o evento. É uma marca de comprometimento com a sociedade.

Se o número de espectadores já foi grande no ano passado, a expectativa é que a democratização dos palcos na capital paranaense seja ainda maior agora.
Só nas ruas, são esperadas em torno de 30 mil pessoas, que assistirão aos mais de 75 espetáculos a céu aberto do Fringe em 39 pontos da cidade, além de quatro atrações gratuitas da Mostra 2018: “Cabaret Macchina”, na Rua da Cidadania da Matriz (Praça Rui Barbosa), “Se o Título Fosse um Desenho Seria um Quadrado em Rotação”, “Colônia” e “The Machine To Be Another – A Máquina de Ser Outro”.

Praças, parques, ruas da cidadania, feiras, mercadões e casas de leitura de Curitiba e região metropolitana receberão diversas atrações grátis.
Quem mora nas imediações dos bairros CIC, Centro, Boqueirão, Boa Vista, Tatuquara, Alto da Glória, Hugo Lange, Batel e Tarumã pode marcar na agenda: o maior festival de teatro da América Latina terá atrações pertinho da sua casa.

Na região metropolitana, haverá eventos em áreas públicas de Pinhais, São José dos Pinhais e Araucária.
Haverá apresentações de excelência vindas de todo o país. Os projetos chegam de 14 estados brasileiros, entre eles, Bahia, Mato Grosso, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo.

Crianças

A gurizada tem lugar garantido na plateia do Festival de Curitiba. Boa parte dos espetáculos gratuitos do Fringe é voltada para o público infantil. Mas, além deste contingente, existe um evento especialmente dedicado às crianças: o Guritiba, lançado em 2010.
Dividido em duas principais frentes (a oferta de espetáculos abertos ao público e de peças oferecidas gratuitamente em escolas), o Guritiba já realizou 40 espetáculos em sete anos, com um público de mais de 32 mil espectadores.

No ano passado, mais de 1,7 mil crianças tiveram acesso a apresentações teatrais em espaços de vulnerabilidade social. O projeto também engloba oficinas, ações formativas e a distribuição de vale ingressos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: